Aquaponia: tecnologia moderna de tratamento de efluente e reaproveitamento de água em unidades piscícola

Requesting organization: ISPM
Project members: Laice Menes Laice
External stakeholders: TBA

Contexto

Em Moçambique a produção de peixe constitui um moderno sistema de produção agropecuário, que desempenha um papel muito importante na produção de proteína animal, tornando-se alternativa viável para alívio da pobreza, geração de renda e emprego principalmente para as comunidades do meio rurais (MMAIP, 2018). E devido a imensurável importância, vêm ganhando intensificação em resposta ao aumento da demanda pelo consumo de peixe. Por outro lado, a intensificação no desenvolvimento de produção de peixe tem sido acompanhado por aumento no impacto ambiental. Pois, as descargas de efluentes de produção de peixe em cativeiro são normalmente ricas matéria orgânica suspensos, dióxido de carbono, nitrogénio amoniacal, fosfatos e outros compostos, que poucas vezes recebem algum tipo de tratamento em ecossistemas aquáticos comprometendo a qualidade da água nos cursos hídricos a jusante (Tacon e Foster, 2003, Mariscal-Lagarda et al., 2012). Diante do problema, uma opção de tratamento de fluentes e reaproveitamento de água em piscicultura é a produção consorciada com a horticultura, sistema chamado de aquaponia (Braz Filho, 2009). A técnica consiste no cultivo de plantas em uma solução nutritiva, sendo que, os resíduos orgânicos resultantes do metabolismo dos peixes e dos restos de ração não ingeridos são transformados e absorvidos pelas plantas em hidroponia, retornando posteriormente ao viveiro de peixes (Cortez et al., 2009). As vantagens da técnica destacam-se no reuso da água e na integração dos sistemas de produção de organismos aquáticos e plantas (Alder et al., 2000).

Objectivos

  • Estudar a evolução dos parâmetros de qualidade de água relevante a produção de peixes de agua doce;
  • Avaliar o desempenho de sistema de recirculação de água em relação aos aspectos qualitativos e quantitativos do uso de água comparando- o a um sistema sem recirculação de água;
  • Identificar e quantificar os resíduos gerados nesta modalidade de produtiva, procurar inferir seu potencial impacto ambiental em comparação as técnicas mais tradicionais de produção de peixes, e
  • Comparar o desempenho zootécnico dos peixes entre os sistemas com e sem recirculação.

Resultados

TBA

Publicações

TBA