Género, Instituições e Gestão da Água: uma abordagem participativa no desenvolvimento de gestão inclusiva de recursos hidricos.

Requesting organization: ISPM
Project members: Célio Gregório de Vasconcelos Jossefa
External stakeholders: TBA

Contexto

A gestão de recursos hídricos na zonas rurais tem seguido uma abordagem de sistemas patriarcais, sem integração das necessidades das mulheres e priorizado o investimento em actividades produtivas e orientadas ao mercado. Por exemplo, em zonas rurais, o enfoque das instituições de desenvolvimento tem sido o desenvolvimento de irrigação, esquecendo que geralmente os recursos hídricos também são usados nas actividades domésticas. Consequentemente, a condição e posição das mulheres é afectada. As mulheres não só são excluídas de irrigação por causa das instituições informais existentes, como também começam a ter dificuldades em aceder água para fins domésticos. Quando presente as duas actividades, actividade produtiva (irrigação) e actividade reprodutiva (água para consumo doméstico) estas são implementadas por organizações diferentes e sem o cuidado de articular as suas actividades ou envolver as instituições locais para garantir que as mulheres não sejam excluídas.
A natureza e especificidade das comunidades rurais torna difícil replicar experiências de outros locais, e ao invés de identificar se melhores modelos (best practice) há necessidade de se definir modelos que melhor se adequam ao contexto local (best fit).

Objectivos

  • Descrever as instituções sociais que regulam as a gestão de recursos hídricos;
  • Analisar os factores instituicionais que limitam a participação das mulheres na gestão de agua nas comunidades locais, olhando em particular para participação na irrigação e uso de água para actividades domésticas;
  • Desenhar participativamente sistemas inclusivos de gestão de água;

Resultados

TBA

Publicações

TBA